top of page

Jorge Cabral

FALAR É FÁCIL

FAZER É DIFÍCIL


Jorge Cabral,Advogado e escritor. *Autor do livro Belchior - A história que a biografia não vai contar”

Entre tantos aforismos, este é um dos mais recorrente do dilema da
humanidade. Discursos são mais do que canetas nas mãos em papel branco, pois nem sempre o que se diz ou o que se pensa é possível escrever, embora o ditado diga que a folha em branco aceita tudo.
Há um hiato entre as palavras e os sentimentos, onde a expressão muito das vezes vem impregnada de interesses contrários ao que é pronunciado. Comum nas relações sociais em todas as atividades do comportamento humano, inclusive, sendo objeto de ditados populares como - “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.” Vimos na história homens ensinando como fazer, mas não praticavam o que ensinavam, razão pelo qual Paulo de Tarso há mais de dois mil anos mencionou em seu colegiado de filósofos que pregava a moral. - “Antes de ensinarem aos outros, ensinem primeiro a vocês”. É a ambiguidade do discurso necessário, repleto de idealismo subjetivo, como um extrato de melhoramento das relações sociais, que nunca são feitas por quem as diz. Muitos arvoram para si a condição de representante de algumas atividades pela qualificação das palavras que deveria ser o exemplo da ação no modo de agir, mas contrariamente optam pelas condutas diversas do que expressam. São religiosos envolvidos em escândalos morais ou em comportamentos de condutas doentias com assustadora repetição em seu meio.
Enfraquecem a seriedade e confiança na certeza da própria fé de onde se originaram, fazendo supor a existência comum desta infâmia prática para alguns em suas em sua formações. Políticos reincidentes contumazes nas mentiras de seus discursos requentados, que insistem na produção de palavras em forma de promessas, as quais nunca serão realizadas, pela confessada origem de seus passados comportamentais que revelam suas personalidades.
Muitos, ainda, trazem consigo o envolvimento em escândalos ou atividades ilícitas. Voltam para o mesmo cenário como prêmio da sua própria atuação, como ator que representa apenas um personagem, eleito pelos fãs imitando o título do entretenimento “ Meu Malvado favorito. Mas Falar é fácil, está em todos discursos do cotidiano, dos pais aos filhos, para não se portarem daquela maneira, bem como não utilizarem tanto o celular, obviamente, excluindo-se, do aconselhamento em segredo.

Posts recentes

Ver tudo

Joge Cabral

HISTÓRIA PRESENTE DO PASSADO AVESSO Advogado e escritor Ainda pelas estradas do Nordeste, na região metropolitana do Recife no Estado de Pernambuco, avista-se a localidade de Jaboatão dos Guararapes

Coluna JorGe Cabral

Mundo volátil Jorge Cabral- Advogado e Escritor Atualmente vivemos num mundo volátil, cujas relações não possuem mais a densidade duradoura como em épocas passadas, não que isto tenha sido um retr

Jorge Cabral

Um milagre de Natal Jorge Cabral- Advogado e escritor Seu José quando acordou, viu que em sua volta estavam diversas pessoas, adultos, jovens e algumas crianças. Sem saber de quem se tratava, percebeu

Comments


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page