top of page

Prefeitos da Costa Doce assinam aditivo contratual com a Corsan

Gestores de Arambaré, Barra do Ribeiro, Cerro Grande do Sul, Guaíba e Tapes garantem R$ 260,5 milhões em investimentos para os municípios na próxima década


A Corsan, controlada pela Aegea, assinou na manhã desta quinta-feira (26) com cinco prefeituras da região da Costa Doce gaúcha o aditivo contratual que adequa a prestação de serviços de saneamento básico nos municípios às exigências do Marco Legal do setor.
Com a formalização do contrato de concessão, os prefeitos de Arambaré, Barra do Ribeiro, Cerro Grande do Sul, Guaíba e Tapes garantem aos seus municípios o aporte total de R$ 260,5 milhões em investimentos para atingir a universalização dos serviços de água e esgotamento sanitário até 2033, obrigação municipal definida por lei. O contrato inclui, além da extensão do prazo da prestação de serviços da Corsan até 2062, metas quantitativas de não intermitência do abastecimento, de redução de perdas e de melhoria dos processos de tratamento.
O investimento previsto nas cinco cidades integra o programa de universalização de serviços da Corsan. Sob administração do Consórcio Aegea, a Companhia deve aportar um total de R$ 15 bilhões, na próxima década, para qualificação da infraestrutura de abastecimento de água e expansão do sistema de esgotamento sanitário em 317 municípios gaúchos.
Segundo o diretor de Relações Institucionais da Aegea no Rio Grande do Sul, Fabiano Dallazen, “os investimentos são a ferramenta através da qual o poder público municipal vai entregar à população uma nova infraestrutura e performance de serviços, o que vem junto de uma melhoria da qualidade de vida, desenvolvimento socioeconômico, proteção à saúde humana e ao meio ambiente, entre outros diversos impactos positivos. E quem vai estar lá fazendo isso é a Corsan que vocês já conhecem, numa operação potencializada pela maior empresa de saneamento do Brasil”, disse aos prefeitos.
Em comum, os municípios têm o desafio de superar a baixa cobertura de coleta e tratamento de esgoto para 90% em 2033, cumprindo o que determina a legislação do setor. De acordo com a presidente da Corsan, Samanta Takimi, “o propósito do trabalho em conjunto é fazer as coisas acontecerem de forma célere, eficaz e priorizando o principal interessado, a população. Nossa missão é evoluir na prestação de serviços para cuidar das pessoas”.
SANEAMENTO ALÉM DO BÁSICO

Na avaliação de Leandro Marin, vice-presidente de Operações do Grupo Aegea, o contrato estabelece não apenas um vínculo de serviço com o município, mas cria janelas de aproximação com as comunidades para o desenvolvimento de programas sociais e ambientais desenhados de acordo com o perfil e as necessidades de cada cidade, práticas que fazem parte do DNA Aegea.

“Iniciamos nossas operações com o desejo de estender para o RS não só inovação e experiência na operação do saneamento, que auxiliam no cumprimento do contrato – uma obrigação da companhia –, mas também um programa amplo de relacionamento com um olhar social acerca da inclusão de famílias e populações vulneráveis. Por isso, nossa política de parceria junto às comunidades onde atuamos extrapola os investimentos e as entregas relacionadas à nossa atividade fim: realizamos projetos sociais, ambientais e de sustentabilidade que visam nos conectar à população para a qual a operação acontece, com o objetivo de melhorar a vida dessas pessoas”, define Marin.

INVESTIMENTO PREVISTO ATÉ 2033, POR MUNICÍPIO
Arambaré: R$ 52,5 milhões
Barra do Ribeiro: R$ 35 milhões
Cerro Grande do Sul: R$ 11 milhões
Guaíba: R$ 107 milhões

Comments


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page