Walter Galvani

PROCURANDO O CAMINHO


Parece mentira mas estou fazendo a volta para reencontrar o caminho. Me perdi. Foram tantas as voltas que o mundo deu, que quando me dei conta andava lá adiante, pensando no que fazer que tinha, aliás, ficado para trás. Mas, não quer dizer nada. Me reencontro, me acho embora me obrigue a refletir e até, no primeiro momento imaginar que nunca mais iria me reencontrar e refletir com tanta clareza por onde teria que caminhar.

Mas, escrever uma crônica semanal é um desafio, mas não é um mistério tão grande. Basta partir de um bom assunto e esses pululam à espera de que você os espete para tocar em frente. Pode acontecer que você os jogue fora e confesso que já arquei com esse crime ou pecado, mas isso passou e segui, desenfreadamente adiante, até o próximo impasse.

Às vezes, o desafio é grande. Noutras oportunidades, é uma questão de paciência. Sim, porque é preciso pensar quantas vezes você já bateu nesse assunto e agora com ele novamente se defronta, eis que o mundo não anda lá muito rápido e teima em colocá-lo diante do mesmo desafio.

Mas, é assim mesmo.Esta magnífica aventura tão digna de ser vivida, talvez se caracterize por peculiaridades como essa, ou seja ser colocado diante do mesmo problema.Só para repetir para si mesmo: “Mudaria o Natal ou mudei eu?!”

Em geral, quem mudou foi você... Embora não o reconheça e agora se agite diante de uma questão simples como esta.

E a pressão da vacina se transforma num peso tão desmedido que se torna um obstáculo formidável que lhe parece inarredável.

------------------X--------------


Parar, olhar, escutar! - estava escrito naqueles cruzamentos antigos das vias férreas e, imaginem quantas vidas foram poupadas obedecendo a esses simples conselhos.

Era só dar uma seguradinha na esquina e deixar o bom senso comandar suas ações.

Daqui a pouco o bom senso assumia o comando de suas ações e você atravessava os trilhos em segurança sem gastar mais do que trinta segundos de sua preciosa existência.


Walter Galvani:Escritor e jornalista. Integra a Academia Riograndense de Letras, autor de diversos livros e patrono das Feiras do Livro de Guaíba e Poa

Posts recentes

Ver tudo

Coluna Walter Galvani

DIA, SEMANA E MÊS DA IMPRENSA Walter Galvani Honoré de Balzac é ótimo, mas é preciso condená-lo de saída, por esta posição ridícula que se caracteriza pela frase de que, se a “Imprensa não existisse,

Coluna Walter Galvani

EXCESSO DE HERÓIS, ESCASSEZ DE DATAS Você sabe, prezado leitor e tolerante amigo, o que significa para os portugueses, o dia 5 de maio por exemplo? Pois, pois... Instituído pela UNESCO é o “Dia Mundia

Coluna do Galvani

HOMENAGEM AO BRASIL É uma homenagem ao Brasil, pois a vila de Belmonte, hoje com pouco mais de 8.600 habitantes, sede de um município com 118,76 km2 de área, é a terra natal de Pedro Álvares Cabral, o

ÚLTIMAS NOTÍCIAS