Varredor de rua sonha ter uma máquina profissional para melhor fotografar o amanhecer




O varredor de rua, Flávio da Cruz Ferreira, 29 anos, é apaixonado por fotografia. Dependendo do amanhecer, troca uns segundos a vassoura pelo celular e registra os diferentes amanheceres de Guaíba. Cada dia com uma cor, quando percebe uma luz diferente do nascer do sol, registra o momento.
”Quando vejo dia favorável, faço uma foto”, comenta, sem se descuidar do serviço e do qual tem muito orgulho. Flávio nunca teve uma máquina fotográfica e sonha um dia poder ter um equipamento melhor. Além do amanhecer gostaria de fotografar a lua, mas para isso precisaria de um equipamento melhor.
“Gostaria de um dia poder ter uma máquina profissional, poder melhor controlar a velocidade e a luz”, comentou destacando ter estudando na internet alguns detalhes da fotografia.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS