• Nova Folha Regional

Reflexões do Agora

Mais um ano

Por Luiz Carlos Varella Prati

Na bagagem deste ano que se vai encerrando, vou levando partículas dos meus dias.
Foram tantas as estradas, tantos os caminhos por onde cruzei, cada qual com seus detalhes, num desfile de desejos na busca do que sonhei.
Não cheguei onde focada a meta, mas fui conduzindo-me ao sabor das circunstâncias e fatalidades que constroem a rota imprevista dos dias.
Vivi tristezas, mas colhi novos amigos nessa minha jornada. E amigos são brindes de Deus na festa da existência.

POESIA

ANO NOVO


Por Luiz Carlos Varella Prati


Todas as noites
no dia primeiro do ano
eu abro o meu caderno
interior...
E fico a folhar cada página
da minha vida
vasculhando entrelinhas
de tudo o que restou.
E vou relembrando
as minhas conquistas
as minhas oferendas
e o que perdi pelos
caminhos.
É o encontro comigo
no reviver do que fui
e o remoçar de
esperanças
no ano que vem depois.

GOTAS DO PENSAMENTO

- O iniciante é como um recém-nascido, a espera dos seios da vida.
- Já notaram como as palavras são indefesas? Somente o silêncio as socorre quando não querem acontecer.
- A moldura do quadro da ausência é feita de saudades.
- Com o seu tic-tac o relógio vai anunciando os soluços do tempo, engasgado com a passagem vertiginosa das horas.
- Lembrança e saudade são irmãs siamesas impossível de separar, mesmo pela cirurgia do tempo.
- Agarrado ao instante eu vi o tempo escorrer pela cabeleira das horas.
- Muitas das nossas derrotas pessoais servem para mostrar como são frágeis as certezas que herdamos, quando não questionadas à luz da razão.

Por Luiz Carlos Varella Prati





Posts recentes

Ver tudo

Reflexões do Agora

FLAGRANTES Por Luiz Carlos Varella Prati Flagrantes de juventude vão tecendo a minha memória. É lá que me encontro, desafiando a solidez do tempo, relembrando os meus momentos, quando me fazia vida o

Reflexões do Agora Luiz Carlos Varella Prati

EMOÇÕES Ah! Se a gente pudesse dominar os sentimentos! Mas eles nos tomam, assaltam nossas fortalezas, vão dominando os espaços mais reservados da razão, submetendo-nos aos domínios incontidos da emo

Reflexões do Agora

AS RIQUEZAS Luiz Carlos Varella Prati As riquezas materiais são tão insignificantes, que mal consigo vê-las quando aprecio o horizonte das minhas manhãs feitas de luz. São tão pequenas, nada represent

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Receba nossas atualizações

51 99616 7059

  • Branca Ícone Instagram
  • arroba

© 2020 - 2021 by Bittencourt Branding and Books | Nova Folha Regional | All Rights Reserved.