• Nova Folha Regional

O sonho da nova ponte vira realidade em 2020




A nova ponte sobre o Guaíba, ligando a Região Metropolitana ao Sul do Estado, foi oficialmente inaugurada nesta quinta-feira, dia 10, com a presença do governador do Estado, Eduardo Leite, e do presidente da República, Jair Bolsonaro, além de ministros e autoridades federais e locais.


Com estimativa de receber cerca de 50 mil veículos por dia, a Nova Ponte do Guaíba vai melhorar a ligação da Capital com o Porto do Rio Grande e beneficiar o desenvolvimento de Guaíba e Região. A Nova Ponte do Guaíba será uma alternativa à ponte Getúlio Vargas e seu vão central móvel, em funcionamento desde 1958. Sempre que um navio de grande porte necessita passar sob a ponte Getúlio Vargas, é necessário parar o trânsito de veículos para elevar a plataforma móvel. Este içamento ocorre diariamente, provocando engarrafamentos de até cinco quilômetros em ambos os sentidos .

No seu discurso, Bolsonaro destacou que a inaguração da obra mostra que o Brasil pode dar certo. Reforçou as ações do seu governo na pandemia como no auxílio emergencial aos que mais sofreram com a pandemia. Salvamos milhões de empregos ajudando empresas. Não poupamos esforços para mandar recursos”, recordou.


Para o Governado Eduardo Leite, essa é uma das obras mais “ importantes do Rio Grande do Sul não apenas pela ligação da Região Metropolitana com o Sul do Estado, que economicamente precisa desta obra associada à duplicação da BR-116, mas que também melhorará, do ponto de vista logístico, a competitividade de tudo aquilo que se produz no norte em direção ao porto do Rio Grande” . Segundo ele, a nova ponte garantirá redução do tempo de viagem e a segurança deste novo sistema viário, “teremos, sem dúvida nenhuma, a redução de custos logísticos para colocar o RS em condições de competir”, destacou o governador. A construção de uma segunda ponte sobre o Guaíba atende um anseio antigo dos gaúchos.

A nova ponte vai ampliar a interligação da Região Metropolitana de Porto Alegre com o sul do estado, proporcionando uma conexão sobre o Delta do Rio Jacuí e ligando também os demais estados do país ao porto de Rio Grande, assim como, a outros países do Mercosul. Além disso, a passagem de embarcações não impedirá o tráfego de veículos, como acontece hoje em dia na ponte atual, quando é necessário acionar o sistema de elevação do vão móvel da ponte, o que prejudica a fluidez do trânsito e causa congestionamento.

Inicio do tráfego

As obras da nova ponte seguem no ano que vem, pois nem todos os acessos foram concluídos.


A nova ponte

A principal característica da Nova Ponte do Guaíba, que tem altura livre dos vãos navegáveis de 40 metros do nível da água, é não precisar ser elevada, o que vai eliminar o principal problema no tráfego da Região Metropolitana de Porto Alegre.

A transposição sobre o Lago Guaíba tem 2,9 quilômetros de extensão, de um total de 13,6 quilômetros da obra. São 7,6 quilômetros apenas em obras de artes especiais e mais seis de aterro, tendo 28 metros de largura nos vãos principais. O empreendimento da Nova Ponte do Guaíba foi executado quase em sua totalidade por elementos pré-fabricados. Ao todo foram moldadas mais de 18 mil unidades de estacas, pilares, vigas, lajes, aduelas, guarda-rodas e outras que consumiram 348,7 mil toneladas de concreto e quase 19 mil toneladas de aço. Apoiada em 3.232 estacas, a Nova Ponte do Guaíba é composta por duas faixas de rolamento para cada sentido (com 3,8 metros de largura cada), canteiro central de 1,3 metro e acostamentos de 3,9 metros.

O Consórcio O Consórcio Ponte do Guaíba/RS constituído pelas empresas CONSTRUTORA QUEIROZ GALVÃO S/A e EGT ENGENHARIA LTDA foram as responsáveis pelas obras.

Fotos Ascom/Governo RS/Divulgação

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Receba nossas atualizações

51 99616 7059

  • Branca Ícone Instagram
  • arroba

© 2020 by Bittencourt Branding | Nova Folha Regional | All Rights Reserved