Mercado Público pode ter o nome de Walter Galvani






Depois da morte do escritor e jornalista Walter Galvani, no dia 29 de junho, foi relançada a campanha para que o Mercado Público de Porto Alegre, leve o seu nome. Galvani foi ex-diretor de redação do jornal Folha da Tarde, patrono da Feira do Livro de Porto Alegre, Guaíba, Canoas, entre outas, e membro da Academia Rio-grandense de Letras, autor de 13 livros entre eles “Nau Capitânia – Pedro Álvares Cabral, como e com que começamos”, de 1999. Esta obra ganhou quatro prêmios, entre eles o reconhecimento internacional do Prêmio Casa de Las Américas, de Cuba, em 2001. Porém o que mais o orgulhava era sua luta pela preservação do prédio do Mercado Público de Porto Alegre, um dos ícones da Capital do RS.

Conforme um dos idealizadores da campanha Paulo Palombo Pruss, que é de Poa e há três anos mora em Aracajú, foi numa época em que prédios antigos do centro da capital eram vistos como empecilho para o desenvolvimento de Porto Alegre que Galvani, como jornalista ajudou a salvar um dos ícones de Porto Alegre. O prefeito da época demoliu diversos prédios antigos e pretendia derrubar o mercado também. Segundo ele, a esposa Carla Irigaray apoia totalmente esta iniciativa e reafirma o orgulho de sua luta pela preservação do Mercado, acrescenta ainda que sua produção era tão profícua que até no hospital escrevia uma crônica por dia.
“A verdade é que Walter Galvani é o responsável direto pela preservação de um dos maiores referenciais da cidade, o Mercado Público, então nada mais justo que o Mercado Público de Porto Alegre, receba seu nome como justa homenagem.”, comenta Pruss. “Ele salvou sozinho o Mercado e aos poucos persuadiu outras pessoas como Mário Quintana, Jayme Cosptain, entre outros”, complementou.

Pruss começou a campanha antes da sua morte, mas não teve muito apoio, agora com ao falecimento de Galvani a ideia vem tendo grandes apoios como da Associação dos Amigos do Thetro São Pedro, da Associação Amigos da Casa de Cultura Mário Quintana, da Associação Gaúcha de Escritores, dos exprefeitos de Porto Alegre, José Fortunati e Olívio Dutra, do presidente da Câmara de Vereadores de Poa, entre tantos outros. Em Porto Alegre, a campanha vem sendo coordenada pela jornalista Nubia Silveira e o historiador William Keffer. Um vídeo foi realizado e circula nas redes sociais sobre a campanha. Galvani morava em Guaíba há mais de 20 anos e escrevia semanalmente no jornal Nova Folha. Mesmo no hospital, enviava seus textos. Ajudou a divulgar a cidade, a cultura e a gastronomia.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS