Justiça determina que os professores voltem às aulas presenciais em até 24h

A justiça deferiu ação movida pela prefeitura de Guaíba para que os professores municipais, em greve sanitária, retornem às aulas presenciais. Conforme decisão da Justiça, o retorno deve ocorrer em até 24h.
O Sindicato dos Professores Municipais foi intimado na tarde de terça, 20 de julho. Conforme a Justiça, os planos de retorno elaborados pelo município não atendem somente ao Termo de Ajustamento de Conduta realizado entre prefeitura e Ministério Público mas também ao decreto estadual e municipal. A Justiça declarou a abusividade da greve decretada pelo SPMG. Conforme o Sindicato, a entidade foi intimada às 16h05min de terça e ainda não teve acesso ao processo.
Para o presidente do SPMG, Pablo Gomes, a ação“é um já claro cerceamento da liberdade de justiça. Vamos tomar as medidas cautelares possíveis e mostrar o contraditório. Percebemos que a gestão municipal, de diálogo não possui nada”, criticou.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS