Jorge Cabral

O REI A LEI E A VERDADE



Havia um reino que tinha um rei tolo. O rei tolo disse para o único sábio do reino dos tolos : - No meu reino há muita mentira a partir de hoje quem mentir será decapitado. O sábio disse ao rei tolo: - A verdade ( educação), não se impõe por decreto se conquista através de anos com ensinamentos de professores, escolas, universidades e exemplos de moralidade.


O rei como era tolo sem cabeça, pois o negócio dele era tirar cabeças e não fazer cabeças, disse: - O primeiro que passar amanhã pelo portal do reino vai ser instado a dizer a verdade, se mentir será decapitado e eu estarei lá com o carrasco. Dito e feito no dia seguinte estava lá o rei tolo e seu carrasco mentecapto ( sem cabeça ). Quando o dia raiou eis que o primeiro a entrar foi o sábio do reino. Perguntado pelo tolo carrasco - Aonde vais ? Exclamou - diga a verdade. O sábio do reino disse: - Vou ser decapitado. O tolo carrasco redarguiu : - Não mintas sábio do reino. O que lhe respondeu: - Se estou mentindo cumpra com o seu dever e me decapite. O carrasco olhou para o rei e lhe cochichou no ouvido: - Se ele estiver falando a verdade mataremos um inocente e se não matarmos ficará para sempre a dúvida da mentira, mas será preservada a vida do sábio do reino. O rei imediatamente revogou o decreto.

Embora a verdade sob o ponto de vista filosófico seja contestada quanto seu aspecto axiomático, produz em si mesmo tal afirmação paradoxalmente para quem professa, uma inverdade. No entanto se admite como verdade ensinamentos antigos que até hoje não foram modificados em sua essência, embora pela evolução humana possam hoje ser explicados de uma outra forma, o que daria a impressão a quem fizesse uma análise superficial, que a verdade foi modificada.


A lei do progresso humano é inexorável, cujos conceitos ainda em formação, esperam que sejam agregados neles nossa maior compreensão, sempre por um sistema de bom senso e consenso e nunca pela extração a força como o tolo rei. Einsten afirmava que duas coisas eram infinitas, a tolice e o universo, quanto o universo ele não tinha certeza. Educando as crianças, não precisaremos punir quando forem adultos. ( Pitágoras).


Advogado e escritor/ Contato jorge.cabral@terra.com.br


Posts recentes

Ver tudo

Jorge Cabral

Dos precatórios e das mortes A brutalidade no descaso com a população, às vezes leva o indivíduo à morte pela falta do cumprimento das decisões judiciais em que a Fazenda Pública é a devedora nos cham

Coluna do Cabral

REENCONTROS DO TEMPO A Teoria da Relatividade ensinou que o tempo não é absoluto no universo, considerando que nele estamos inserido, independente da influência gravitacional, presenciamos seus efe

Jorge Cabral

Guerra é Paz Este ano o livro de ficção com o título “1984” de George Orwell passou a ser de domínio público no Brasil, pela ocorrência dos setenta anos da morte do escritor. O livro é ambien

ÚLTIMAS NOTÍCIAS