top of page

Igreja Matriz recebe maior reforma das últimas décadas


Após décadas, a Igreja Matriz, Nossa Senhora do Livramento, recebe uma das maiores obras de revitalização. A primeira construção foi em 1867, depois da doação do terreno da dona Izabel Leonor, esposa do herói farroupilha Gomes Jardim. Na década de 30 a Igreja foi ampliada e depois foram realizadas obras pontuais. Agora, todo o telhado vem sendo trocado. As antigas madeiras que sustentavam o telhado estão com cupins e serão trocadas por estrutura de ferro e telhas que amenizam o calor e melhoram a acústica. O forro será de gesso cartonado com iluminação de LED embutida. A tradicional torre e seu acesso serão revitalizados com escada de ferro que dará acesso aos tradicionais sinos. Nas obras que iniciaram no final de junho, chama atenção a perfeição dos encaixes das madeiras que sustentavam o telhado que infelizmente foram atingidas pelos cupins e degradaram com a ação do tempo.

A troca do telhado deve durar 100 dias e terá custo aproximado de R$ 300 mil. Enquanto isso as missas ocorrem no salão paroquial.

O projeto de restauração tem aprovação do Instituto de patrimônio Histórico do Estado (Ipahae) e prefeitura de Guaíba.
CAMPANHA: Em breve será lançada uma campanha para arrecadar fundos através de empresas patrocinadoras e comunidade. “Não é um bem particular, ela abriga a padroeira da cidade e tem um grande significado na história de Guaíba”, comentou Ezio da Silva Oliveira, que integra a Comissão de Obras da reforma da Igreja Matriz. A reforma estava prevista para ter início antes da pandemia, mas atrasou, o que elevou os custos. Segundo Ezio, a Paróquia já tinha parte dos recursos arrecadados em festas e eventos, mas falta ainda muito dinheiro para concluir a obra que prevê diversas etapas. Além do telhado e troca do forro, será feita uma nova rede elétrica e pintura, melhorias nos acessos, banheiros externos, entre outras.
Fotos Valmir Michelon


Comments


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page