Há 19 anos morria Lutzenberger

Há 19 anos, no dia 14 de maio de 2002 morria o ambientalista José Lutzenberger. Ele foi um agrônomo, escritor, filósofo, paisagista e ambientalista que participou ativamente na luta pela preservação ambiental. Natural de Porto Alegre, nasceu no mesmo ano da criação do município de Guaíba, em 1926, e teve uma relação muito próximo com Guaíba. Veraneava na praia da Alegria quando criança. Na década de 70 lutou contra a empresa Borregard e mais tarde ajudou a Riocell a encontrar uma alternativa para os resíduos industriais. Hoje, 100% dos resíduos são reciclados, sendo uma das empresas mais limpas do mundo.

Para ele, “lixo não é outra coisa senão material bom colocado em local errado”.

O ambientalista criou alternativas na reciclagem de resíduos de empresas e cidades.

Em Guaíba, junto a antigo Morro da Hidráulica, foi criado o Parque Natural Municipal Morro José Lutzenberger que é uma Unidade de Conservação, da categoria de Proteção Integral, criada em 04 de dezembro de 2013, através do Decreto Municipal 116/2013, após mais de 20 anos de luta pela preservação deste importante fragmento de Mata Atlântica no Centro da cidade de Guaíba. Na foto, na sua última entrevista em Guaíba, com o jornalista Valmir Michelon, manifestou o interesse em ajudar na preservação do morro. "As cidades que valorizarem o verde, terão maior valor no futuro", comentou.






Em 2012, nos dez anos da sua morte, foi criado no Instituto Estadual de Educacão Gomes Jardim, o Recanto José Lutzenberger em homenagem ao ambientalista com a presença das filhas do ambientalista e diretores da empresa Vida.