Guaíba ganha primeiro Restaurante Popular




Na quarta-feira, 29 de dezembro foi inaugurado o primeiro Restaurante Popular de Guaíba. Localizado na avenida Sete de Setembro, número 325, no centro da cidade, o local oferecerá 80 refeições por dia, das 11h30min às 13h30min, de forma gratuita.
O prédio foi cedido e reformado pela Câmara de Vereadores de Guaíba, a partir de um termo de cooperação com a prefeitura. O local é anexo à Casa Legislativa e era utilizado como refeitório pelos servidores.
Para almoçar no local é preciso fazer o cadastro na Secretaria de Assistência Social de Guaíba, presencialmente (Rua Coronel Serafim silva, 50, centro) ou pelo telefone (51) 3480-7030, e se encaixar nos seguintes requisitos:
- Ter renda per capita igual ou inferior a ¼ do salário mínimo, que equivale a R$ 275,00;
- Estar utilizando o serviço de Acolhimento Noturno Adulto (albergue);
- Estar com o cadastro único para Programas Sociais do Governo Federal atualizado;
- Ser morador do município de Guaíba;
O cadastro de triagem tem validade de 90 dias. Terão prioridade as pessoas que se encontram em situação de rua, que utilizam ou não o serviço de acolhimento institucional adulto noturno; idosos; pessoas com algum grau de mobilidade reduzida ou deficiência.
A partir do dia 03 de janeiro também será possível fazer a inscrição no próprio Restaurante Popular. Esse processo está sendo realizado desde o dia 18 de novembro e já conta com 120 pessoas cadastradas.

Para usufruir do serviço, além de ter realizado o cadastro na secretaria, a pessoa deverá comparecer no restaurante para retirar o ticket do dia, das 10h às 12h, momento em que também será orientado sobre o horário em que poderá almoçar.

Quem for ao local receberá a comida em uma marmita. O cardápio, que deve variar ao longo da semana, vai incluir diariamente uma carne e ter a opção de suco ou água, além de uma sobremesa. O restaurante atenderá de segunda a sexta-feira. Serão mais de 1700 refeições distribuídas por mês e mais de 20.000 refeições por ano.

O escalonamento em grupos de até 16 pessoas ao longo do período de atendimento foi a forma encontrada para evitar aglomerações. Nas trocas de grupo, o espaço será higienizado por conta da pandemia de Covid-19 e outras medidas também serão adotadas, como o distanciamento entre as mesas e nos assentos e os já conhecidos usos de álcool em gel e de máscara.

O prefeito Marcelo Maranata lembra que o restaurante popular era um desejo e uma meta da gestão e que foi viabilizado graças a essa parceria com a Câmara de Vereadores. Conforme anunciado pelo prefeito, a partir da entrega deste primeiro Restaurante Popular, a Prefeitura de Guaíba está comprometida em expandir o programa social: “o segundo passo é identificar essas instituições que estão dentro dos bairros, que fazem um trabalho sério, e contribuir para que eles também possam servir refeição para aquelas pessoas que passam necessidade dentro da comunidade”.
O prefeito destacou também que ao usar o prédio anexo da Câmara de Vereadores para a instalação do Restaurante Popular foi gerada uma economia de mais de R$130 mil reais em aluguel, água e luz para o município. O projeto, que faz parte do Prometas (Programa de Metas da Gestão Avança Guaíba - período 2021 a 2024), estava previsto para ser entregue até março de 2022, mas foi antecipado para atender a demanda a partir do primeiro dia útil de 2022.

Balanço do Governo

No seu discurso, o prefeito falou das principais ações do Governo na área social entre outras. Ressaltou o Cartão Emergencial de Guaíba, distribuição de alimentos e garantiu terão alimentação nas férias escolas. Alguns receberão alimentos e em alguns locais serão servidas refeições. Maranata destacou a usina do asfalto, redução dos valores do IPTU e devolução de valores, as melhorias na saúde no no Hospital e a melhoria da economia com a chegada de novos empreendimentos.

Presenças

O ato de inauguração, além do prefeito Marcelo Maranata, da vice Claudia Jardim, contou com a presença de secretários municipais, vereadores e lideranças da comunidade. A vice-prefeita Cláudia Jardim ressaltou a importância do projeto. " O ser humano precisa ser tratado com dignidade", comentou destacando projetos desenvolvidos na área da educação, como na distribuição de kits alimentos e cestas básicas.
O secretário da Assistência Social Douglas Martelo que ressaltou o marco histórico na cidade e de que o espaço oferecido em Guaíba é, proporcionalmente, o maior do Estado. " O local terá a função social para entregar comida para quem precisa", destacou. "Quem é contra este projeto , nunca passou fome ou é mal intencionado", criticou diante das criticas feitas nas redes sociais sobre o Restaurante Popular.
O vereador João Caldas (PT) representou a Câmara de Vereadores no evento, ressaltou que levou a proposta do Restaurante a prefeitura, destacou que desde 2004, quando era presidente do Sindicato do Papel, lutava por este espaço. "Vivi parte da minha vida passando necessidades. Quando era presidente do Sinpacel, enxergava pessoas pegando comida no lixo em frente do Sindicato e as ajudava. As pessoas não podem virem ao mundo e não terem o que comer", destacou.
Fotos: Lucas Wink/ Assecom PMG

ÚLTIMAS NOTÍCIAS