Guaíba começa a vacinar professores



A prefeitura de Guaíba anunciou que começa na próxima semana, a vacinação e educadores. Inicialmente serão vacinados profissionais da educação infantil da rede municipal, estadual e particular e posteriormente do ensino fundamental. A vacinação inicia na terça-feira, 1 de junho.
ESTADO: Na sexta, após a divulgação da nota técnica emitida pelo Ministério da Saúde (MS) com orientações sobre a continuidade da vacinação contra a Covid-19, o governo do Estado anunciou que incluirá os trabalhadores da educação de todo o Rio Grande do Sul no planejamento da distribuição de vacinas da próxima remessa a ser recebida do governo federal.
O governador Eduardo Leite destacou que o Estado vinha há muitas semanas buscando, junto ao governo federal e até na Justiça, incluir com prioridade os profissionais envolvidos nas atividades de ensino no cronograma de imunização.

Volta às aulas

A Procuradoria Geral do Estado e o Ministério Público solicitaram explicações ao Executivo do município sobre o não retorno das escolas estaduais. Em virtude disso, na tarde do dia 27 de Maio, os diretores das escolas estaduais estiveram no auditório da prefeitura para uma reunião extraordinária, onde foram ouvidos e aberta a palavra para deixarem suas considerações a respeito do retorno presencial da rede pública estadual. A secretária de educação e vice-prefeita, Cláudia Jardim e o prefeito Marcelo Maranata, reafirmaram a intenção de manter as aulas remotas até acontecer a vacinação de todos os profissionais da educação.

Na ocasião, foram debatidos a disposição do calendário da vacinação dos educadores da rede estadual e municipal, bem como, as demandas para além do poder executivo municipal que são necessárias para a efetivação do calendário. Os diretores das escolas estaduais reafirmaram a posição de não ter condições adequadas para um retorno presencial, uma vez que há carências de funcionários e professores por pertencerem ao grupo de risco, dentre outros motivos destacados.

A reunião contou com a presença da coordenadora da 12a CRE, Larissa Trindade, da diretora do CPERS, Daniela Peretti, e dos representantes do Sindicato dos Professores Municipais e da Vigilância Sanitária. “Não há condições de Guaíba voltar às aulas sem a vacinação. Tivemos oito mortes de profissionais de educação desde março”, comentou a Daniela, diretora do CPERS. “Não queremos ver mais colegas morrendo”, justificou. A mesma posição é do Sindicato dos Professores Municipais. Conforme o presidente Pablo, as escolas não pararam com a pandemia, as aulas remotas seguem. A secretaria de Educação reforçou que enquanto tiver base legal vai manter aulas remotas e se precisar irá recorrer na Justiça.

Boletim Covid
Dados divulgados na sexta, 28 de maio, Guaíba tem 9.655 casos confirmados de coronavírus. Desse total, 9.233 são considerados recuperados e 132 estão em isolamento, além dos 276 óbitos. 95 exames aguardam análise no Lacen/RS ou Laboratório da UFRGS.
Hospitalizados: sexta-feira, 14 pacientes estavam hospitalizados.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS